Na manhã da ultima quinta- feira (25), a equipe da Fundação Imepen, acompanhada da referência técnica do Hiperdia, Marília La Gatta e da referência técnica da Atenção Primária, Rosana Pares, esteve no Município de São João Nepomuceno para mais uma visita técnica. O objetivo era explicar os critérios de encaminhamento para o Hiperdia e tirar dúvidas com relação à marcação de consultas, atendimento, entre outros. Em média  30 pessoas participaram da reunião, divididos entre representantes de Bicas, Rochedo de Minas, Maripá de Minas e Guarará.

Para o Presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (COSEMS) de Juiz de Fora e Secretário de Saúde de São João Nepomuceno, Heldemir Azevedo, o Centro Hiperdia já é visto como um centro de referência de alta qualidade e atendimento.

“Achamos de suma importância o Centro Hiperdia, é um dos principais programas que o estado implantou, sendo que com méritos e louvores o programa tem cumprido sua missão. Nas nossas reuniões na SES temos sempre elogiado o Centro Hiperdia Juiz de Fora pelo seu tipo de atuação, seu contato com as equipes de saúde, o relacionamento da Imepen com o Usuário, isso influencia muito e faz com que o paciente se interesse mais pelo próprio tratamento.” Ressalta.

Já a coordenadora do PSF de Maripá de Minas, Isabela Calegari Maia, o destaque está na parceria entre Atenção Primária e Centro Hiperdia.

“O Hiperdia tem uma importância impossível de mensurar. Essa parceria, principalmente nas contra-referências que são enviadas periodicamente quando o usuário acaba de ser consultado é muito eficaz, em uma semana, no máximo, já mandam para a gente o plano de cuidados, onde podemos acompanhar tanto o que foi feito e como o próximo passo. Então é uma parceria incrível, onde eu não imagino a Atenção Primária sem o Centro Hiperdia, aja visto que, Hipertensão Diabetes e DRC são doenças frequentes e extremamente graves  que podem ser prevenidas em seus agravos.” Afirma.

 

 

comunicado-oficial-covid19-imepen

You have Successfully Subscribed!