O ambulatório de Odontologia foi recentemente integrado ao Programa Hiperdia DRC visando identificar precocemente as principais manifestações bucais nos pacientes com doença renal crônica nos estágios pré-dialíticos. O serviço de Odontologia conta com uma dentista que atua na área de prevenção e tratamento de doenças bucais nos pacientes do Hiperdia DRC. Após a identificação de tais doenças, o paciente é encaminhado para a Clínica da Faculdade de Odontologia, na Uiversidade Federal de Juiz de Fora, onde existe o ambulatório de atendimento bucal ao portador de doença renal crônica. Na Fundação Imepen, é realizado exame da cavidade bucal, identificação de lesões da cavidade bucal, presença de estomatite urêmica, palidez da mucosa oral, doença periodontal, cárie, entre outras doenças comuns nesses pacientes. Essas alterações bucais são devidamente documentadas na ficha clínica do paciente, que será encaminhado para um serviço especializado para tratamento. Nessa ficha, também consta um Odontograma, onde é coletado o Índice CPO desses pacientes, fundamental para o conhecimento da condição oral dos pacientes do Hiperdia. Além da parte prática da prevenção de doenças bucais nos pacientes com doença renal crônica, contamos com uma equipe no núcleo de pesquisas nas áreas de Nefrologia e Odontologia, que visa à publicação de artigos científicos, a apresentações em Congressos nas áreas microbiológica, imunoinflamatória e de disfunção endotelial, vitamina D, visando ampliar o conhecimento da saúde bucal e melhorar o tratamento dos pacientes com doença renal crônica.om doença renal crônica.